Sindicatos seguem buscando melhorias em ACT com Cenibra


Nesta quinta-feira, 7 de janeiro, foi realizada uma reunião entre a Cenibra, o Sindex-MG e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Extração da Madeira e Lenha de Santa Bárbara, mediada pelo Ministério Público do Trabalho. O encontro se deu por videoconferência.

 

A Cenibra manteve sua postura na negociação, sem conceder melhorias aos trabalhadores, o que levou à marcação de uma nova reunião, no dia 13 de janeiro, às 13h30.

 

As entidades sindicais lutam por acordo que contempla:

 

  • Abono salarial de 80% do salário nominal, garantido mínimo de R$932,00;
  • Alteração da Data-base para 1º de outubro, tal como praticado em 2018, com reajuste salarial corrigido pelo INPC de junho de 2019 a outubro de 2020;
  • Tabela de turnos dos operadores de máquina da colheita, com possibilidade de folgas aos domingos, em negociação coletiva;
  • Enquadramento salarial dos operadores da silvicultura mecanizada, monitores, líderes de equipes e auxiliares de líderes;
  • Vale cesta de R$300,00.