Trabalhadores da Vale rejeitam proposta de conciliação


Em reunião realizada no último dia 25, na 5ª Vara do Trabalho de Betim, o Metabase Brumadinho e demais sindicatos comunicaram  que as Assembleias dos trabalhadores rejeitaram a proposta apresentada pela juíza e que não concordam com a lista de trabalhadores elaborada pela Vale, visto que ela deixou muitas vítimas de fora da indenização.

A negociação não avançou e a Vale não alterou sua posição. Por esse motivo, o processo prosseguirá e a juíza irá marcar a Audiência de encerramento, após a apresentação dos documentos que foram solicitados pela Justiça, a pedido dos sindicatos, para que a ação possa ser julgada.

Os sindicatos reafirmaram sua disposição em negociar, desde que se reconheça que todos os trabalhadores vitimados pelo rompimento da barragem, tanto os que estavam presentes no momento da ruptura quanto aqueles que eram lotados no complexo da Mina do Feijão, têm direito a uma justa indenização.

Caso não seja possível retomar a negociação e assinar um acordo mais aceitável, seguiremos lutando até a última instância, se necessário, por uma justa reparação de todos os trabalhadores vitimados pelo rompimento da barragem.

Em relação aos trabalhadores terceirizados não residentes em Brumadinho, a Vale afirmou que não pagará a verba emergencial que está sendo paga para os empregados diretos e que não irá assumir o pagamento das verbas rescisórias dos terceiros que decidirem sair da empresa e receber o valor da estabilidade, tais como Aviso Prévio e 40% do FGTS.

É fundamental que os trabalhadores se mantenham mobilizados!