19Outubro2017

Informes Notícias 1/3/2016 Cenibra demite trabalhadores por causa da redução dos maciços florestais

1/3/2016 Cenibra demite trabalhadores por causa da redução dos maciços florestais

  • PDF
altDesde o início deste ano, a Celulose Nipo-Brasileira S/A já demitiu 47 trabalhadores florestais, nas Regionais Guanhães e Ipaba. E segundo a empresa, as demissões vão continuar, totalizando 120 funcionários. O Sindex-MG chamou representantes da Cenibra para negociar essa situação, em reunião realizada no último dia 26. “Primeiramente, tentamos reverter as demissões, o que não foi possível. Em seguida, buscamos alguns benefícios para os demitidos, como o pagamento do plano de saúde e de vale-cesta por seis meses. A Cenibra está analisando essa proposta”, explica o presidente do Sindex-MG, José Maria Soares.

O sindicalista informa que já obteve na mesa de negociação o compromisso da empresa de recontratar os demitidos quando precisar novamente de mão de obra. A Cenibra alega, como motivo para demissões, a redução da área de reflorestamento de 18 mil hectares para 15,7 mil, não tendo, portanto, trabalho para esses funcionários. Uma das causas apontadas para a diminuição da área são os incêndios ocorridos nos plantios de eucaliptos. “Além dos danos ambientais e à saúde, os incêndios comprometem os empregos dos trabalhadores florestais, como estamos vendo agora”, alerta José Maria.