29Abril2017

Informes Notícias 1/3/2016 Trabalhadores da ArcelorMittal rejeitam proposta de acordo

1/3/2016 Trabalhadores da ArcelorMittal rejeitam proposta de acordo

  • PDF
altNa manhã desta terça-feira (1), cerca de 200 trabalhadores da ArcelorMittal Bioflorestas, que atuam no município de Carbonita, rejeitaram a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho 2015/2016, que estabelece reajuste salarial de 10,33% para quem ganha até R$ 1.500,00 e de 5% para quem recebe acima desse valor. Além do percentual de 5% estar bem abaixo da inflação, a empresa propôs que esse aumento fosse dividido em duas parcelas – 3% retroativo a 1º de novembro, data-base do ACT, e 2% em maio. Os trabalhadores não aceitaram essa proposta e exigem ainda o pagamento de abono salarial.
altUma segunda assembléia acontece às 13h de hoje, em Carbonita. Os Sindicatos Extrativos de Bom Despacho e Dionísio realizam assembléias para avaliação da proposta nesta quarta-feira (2). Ao todo, cerca de 1.200 funcionários são regidos por esse ACT.

Negociações difíceis– o Sindex-MG e os Sindicatos Extrativos de Bom Despacho, Carbonita, Dionísio e Santa Bárbara já participaram de seis reuniões com a ArcelorMittal, mas as negociações não têm avançado. Por isso, já solicitaram uma audiência na Superintendência Regional do Trabalho, em Belo Horizonte, na busca por uma solução a esse impasse.