21Agosto2017

Informes Notícias 18/02/2016 Vale anuncia PLR Zero

18/02/2016 Vale anuncia PLR Zero

  • PDF
altA Vale surpreendeu os Sindicatos que representam seus funcionários com o anúncio de PLR Zero. Confira o boletim que o Metabase Brumadinho publicou sobre o assunto, entre outros temas:

Uma Vergonha

Vergonha e indignação. Essas palavras resumem o sentimento atual de todos.

Nós, trabalhadores da VALE, estamos com VERGONHA desta empresa, VERGONHA de sermos tratados com tão pouco respeito e consideração. VERGONHA da atual gestão da empresa, que toma medidas injustas, como a do reajuste zero e agora da PLR zero.


Não é novidade que as empresas sempre descontam seus problemas nos seus trabalhadores, como se eles fossem a maior fonte de despesas e gastos. Também sabemos que isso é pura balela: não somos culpados pela crise, nem pelas dificuldades que a empresa possa estar enfrentando.
Continuamos fazendo o nosso melhor pela empresa, ajudando a aumentar a produção a níveis nunca antes visto. Recorde atrás de recorde, um aumento contínuo de produtividade. É importante lembrarmos que nos momentos de lucros exorbitantes, como os que aconteceram há pouco tempo, nós, trabalhadores, não somos lembrados. Nem recebemos a parte que merecíamos pelo esforço que fizemos e que  garantiu toda a geração da riqueza. No entanto, nos momentos de dificuldade, somos os primeiros a sofrer com cortes, arrocho e pressão psicológica.

É o momento de unirmos as forças e mostrar para a Vale que temos valor sim. Somos o motor que movimenta esta grande empresa. Não podemos nos esquecer disto nunca!
 
Metabase Brumadinho se reúne com a Vale

Na manhã do último dia 5, o presidente do Metabase Brumadinho, Agostinho José de Sales, e o vice-presidente da entidade, Neftalí Gonçalves da Silva, se reuniram com representantes da Vale – o gerente-executivo do Complexo Paraopeba, Ricardo Grossi Neves, e o gerente operacional de Feijão e Jangada, Anderson Umbelino. O objetivo foi tratar de temas de interesse dos trabalhadores das minas de Feijão e Jangada.

HORÁRIO DE REFEIÇÃO
 O Metabaseinformou que os trabalhadores de algumas áreas estão sendo prejudicados na hora de almoço, em decorrência da distância entre os locais de trabalho e os restaurantes. Perdem um precioso tempo no transporte, diminuindo o horário da refeição – acabam tendo que comer rapidamente. De acordo com a empresa, está sendo feito um estudo para verificar a possibilidade de construir um restaurante na área denominada “Tenda do 1.100”, onde são feitas as trocas de turnos, o que evitaria tais deslocamentos.

ATRASO NA SAÍDA DOS ÔNIBUS NA EMPRESA
 Os trabalhadores dos turnos estão reclamando da morosidade na saída dos ônibus da empresa. Essa situação tem sido observada com certa frequência nas trocas de turnos, fazendo com que os trabalhadores permaneçam por mais tempo na empresa sem nenhum tipo de compensação. A empresa informou que irá realizar um levantamento junto aos usuários e motoristas dos ônibus para apurar os motivos dos atrasos. 

AFASTAMENTOS
O Metabase Brumadinho informou que alguns trabalhadores relataram que tiveram seus atestados médicos ignorados e substituídos por abono de falta. Tal prática mascara a estatística de absenteísmo, gerado pela atual escala de revezamento, que provoca maior afastamento por doença. Na oportunidade, o Sindicato comunicou que não tem recebido as CAT’s, como ocorria anteriormente, lembrando que o envio é uma obrigação legal. Quanto a esse fato, o Metabase realizou cobranças junto à segurança e medicina do trabalho da empresa, pois chegou ao conhecimento da entidade a ocorrência de pequenos acidentes dentro da empresa, que não foram comunicados ao Sindicato, como é exigido por lei.
Os representantes da empresa afirmaram que será apurada a veracidade da situação referente aos atestados médicos e, caso fique comprovada, serão tomadas as providências cabíveis. Em relação às CAT’s, também será feito um levantamento dos últimos acidentes ocorridos na empresa. Caso alguma comunicação esteja pendente, a Vale se comprometeu a enviar ao Sindicato.

REVEZAMENTO DE ESCALA DE TURNO
A atual escala de revezamento de turnos tem sido a principal reclamação dos trabalhadores da Vale Feijão/Jangada desde que foi implantada. Grande parte dos trabalhadores tem sido afastada do serviço devido ao estresse causado pela atual escala. Diante de tal situação, o Metabase Brumadinho tem insistentemente conversado com o RT da empresa, buscando a mudança do atual modelo para outro, que possibilite o maior número de folgas consecutivas.  Diante do grande número de escalas sugeridas e a complexidade que essa mudança trará, o Sindicato, na oportunidade, apresentou um modelo de revezamento de três turnos de 8 horas, denominada escala ideal e que já está circulando entre os trabalhadores de Feijão e Jangada. De acordo com os representantes presentes, a empresa está disposta a aceitar outro modelo de revezamento, desde que mantenha o atual horário de  6, 9 e 9 horas, e que também não aumente os custos. Quanto ao modelo de três turnos de 8 horas, a empresa descarta qualquer possibilidade de sua implantação. Ela alega que, além de não encontrar respaldo legal, o  primeiro turno (de 23h às 7h) sobrecarregaria o trabalhador. E para que essas mudanças possam acontecer, será necessário um alinhamento entre os Complexos Paraopeba, Vargem Grande e Itabiritos, com a definição de um único modelo de revezamento para todos os complexos.