18Outubro2017

Informes Notícias 3/7/2015 Trabalhadores da Suzano iniciam greve nesta segunda (6)

3/7/2015 Trabalhadores da Suzano iniciam greve nesta segunda (6)

  • PDF
Operadores de máquina da Suzano Papel e Celulose irão paralisar suas atividades a partir da zero hora desta segunda-feira (6). A greve irá atingir os Módulos 5 e 6, nos municípios de Turmalina e Salinas, no norte de Minas, onde atuam 110 operadores. Com a paralisação, a empresa deixará de produzir diariamente sete mil metros cúbicos de madeira.
 
O movimento, organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração Vegetal, Carvoejamento, Reflorestamento e Similares do Estado de Minas Gerais (Sindex-MG) e pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Extração da Madeira e Lenha de Itamarandiba e Turmalina, já foi informado às autoridades competentes e à empresa. Uma reunião para discutir o assunto está marcada para segunda (6), às 12h30, na Superintendência Regional do Trabalho, em Belo Horizonte.
 
Motivos– Os sindicatos já participaram de várias reuniões com representantes da Suzano, buscando alternativas para a insatisfação dos trabalhadores, mas, até o momento, sem avanço. O impasse gira em torno de três pontos: o tempo excessivo de deslocamento para as frentes de trabalho, que chega a seis horas diárias no percurso de ida e volta; a insatisfação com a jornada de seis dias trabalhados por um de folga (nas unidades da Bahia, a jornada praticada é de seis dias trabalhados por três de folga) e a intenção da empresa de transferir os trabalhadores para o município de Salinas, onde ficariam em hotel (atualmente, moram em Turmalina, com suas famílias).
 
 “Como a empresa se mostra insensível aos pleitos dos trabalhadores, o único caminho possível agora é a greve. Os operadores não agüentam mais o cansaço, o assédio moral e as cobranças excessivas de cumprimento de metas. Além disso, a Suzano pratica atos contra a organização do trabalho”, afirma o presidente do Sindex-MG, José Maria Soares.