18Outubro2017

Informes Notícias 1/7/2015 Riacho dos Machados suspende contratos de trabalho

1/7/2015 Riacho dos Machados suspende contratos de trabalho

  • PDF
altDiante da escassez de água que atinge severamente o norte de Minas, a Mineração Riacho dos Machados irá suspender os contratos de trabalho de 80% de seus 380 empregados. A medida foi negociada com a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Extrativas de Minas Gerais (Ftiemg) e aprovada pelos trabalhadores, em assembléia realizada na tarde de ontem (30), (foto ao lado).

O acordo prevê a suspensão dos contratos de trabalho por cinco meses, a partir de julho, com redução salarial de 25%. “Após esse período, os trabalhadores terão direito a 90 dias de estabilidade no emprego. E se ocorrer demissões, a empresa deverá pagar uma multa equivalente a dois salários nominais ao funcionário dispensado”, explica o presidente da Ftiemg, José Maria Soares.

Durante a suspensão dos seus contratos, os funcionários da mineração não receberão salários pagos pela empresa e sim a Bolsa de Qualificação Profissional, paga pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), conforme previsto no artigo 476-A da CLT e do artigo 2º da Lei 7.998/90. Os atingidos pela medida deverão ainda participar de umCurso de Qualificação Profissional, ministrado pelo Senai. “E caso o valor da 
altbolsa de qualificação seja inferior a 75% do salário base do trabalhador, a empresa se compromete a pagar a diferença até esse limite de 75%”, complementa José Maria.

Acordo semelhante foi negociado com a empresa Dinex Engenharia Mineral, empreiteira da Riacho das Machados, afetando cerca de 70 empregados, que aprovaram a medida em assembleia, também realizada ontem (foto ao lado). Ambas as empresas atuam no município de Padre Machado, no norte de Minas.